domingo, 19 de outubro de 2008

Momento didático - "seje feliz em menas horas de exercício"

Calma, calma, não li esta fatalidade em lugar nenhum ! Apenas ouvi. O que é pior, de certa forma. O "menas" dá até aflição. O "seje" não se cansa de tentar. Gruda nos ouvidos e sai automaticamente do paladar cotidiano. Eita termozinho impregnante !

É o típico trecho que se ouve quando NÃO queremos ser alguma coisa. Conjugando o verbo "ser" no subjuntivo, fica "que eu sejA, que tu sejAs, que ele sejA, que nós sejAmos, que vós sejAis, que eles sejAm" !

E fica aqui meu último post desta página, totalizando oito posts, que foi o limite que estipulei. Caso queiram acessar os posts anteriores, é só clicar em cima dos links de arquivamento que ficam do lado direito da tela, lá embaixo (começou em "Welcome").

Assim como a questão do "faz" e "fazem", mais uma vez nossos instintos falam mais alto e a coisa acaba saindo naturalmente. "Fazem horas que tô aqui..", lembram ? Pois é. Eu mesmo, quando conto alguma história torcendo para que fulano seje, ops, seja tal coisa, o "seje" quase sai escapulindo da boca, aí eu rebobino a fala e reformulo para o "seja".

O verbo "ser" e "estar" são um caso à parte. Não entrem no embalo do verbo "desejar" ou "ensejar" ou qualquer outro com este mesmo sufixo. No caso, "deseje" e "enseje" são termos corretos, é claro, mas "seje" do verbo "ser" ou "esteje" do verbo "estar" não existem ! É comum o estranhamento na pronúncia do "seja", não é verdade ? Parece que não combina com o resto da frase ou faz do pronunciante um pedante. Mas é o certo. "Seja feliz em menas horas de exercício".

Eu só vou ser plenamente feliz em menOs horas de exercício. O "menas" é uma fatalidade ortográfica que nem consta em nenhum dicionário. Não existe. Simples assim, não tem origem nem significado. Mantenham distância ! Mesmo que a palavra seguinte seja - sejA - um substantivo feminino (no caso aqui, "horas"), é sempre "menos" que devemos falar/escrever.

Tem dica da vez ? Tem. Se acha que "seja feliz em meNOs horas de exercício" fica feio ou esquisito, troque o "menos" por "poucas" que também se encaixa atrativamente. Isso se aplica a qualquer outra frase em que você queira expressar o "menos" antes de algum substantivo feminino que esteja no plural, que é o caso de "horas".

Ontem mesmo eu falei : "tenho que fazer menos atividades em casa". Seria perfeitamente aceito se eu tivesse dito : "tenho que fazer poucas atividades em casa". Só tome cuidado para não dar uma conotação diferente pra coisa ou use o "menos" mesmo que também não tem problema nenhum. Apenas mantenha distância do "menas" !


"Seja feliz em menos horas de exercício" é o sósia de "seja feliz em poucas horas de exercício" - e ambos estão corretos.


Agora sim dá pra ser feliz. Se bem que sou meio letárgico pra esportes...



Abrátzo

3 comentários:

Anônimo disse...

Amei o texto Bruno, parabéns!! Também amei o blog, divertido, comunicativo e objetivo!!
Vc. vai longe!!
Um beijo com carinho da sua irmã,
Carola

Adonis kill disse...

Punhaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

estou aqui pra te lembrar de baixar naruto, seu merdinha, há to zuaaaaaaaando !!

baixa essa porra

@ N @ P@UL @ disse...

Olá rs ! pts tenho que ir dormir! rs Amanhã tenho menas horas para ficar no micro rs( Olá rs poxa tenho que ir! Amanhã tenho pouco tempo para ficar estudando no micro! Viu só vivendo e aprendendo rs Abração Adorei bom final de semana.