domingo, 30 de novembro de 2008

Momento didático - "senão" ou "se não" ? Isso não tem nada "haver" ou "a ver" ?

E este post dá início aos momentos didáticos "escritos", e não somente falados. O que é não menos importante, não é mesmo ?

Dá pra sintetizar a explicação de um jeito bem fácil e simples, senão eu nem estaria aqui escrevendo. É, exatamente, "senão", assim, tudo junto. Os famosos "senão" e "se não" confundem todo mundo, todos os dias. Pra falar é fácil, não fica explícito; mas na hora de escrever o bicho pega.

O termo "senão" pode ser empregado em quatro situações diferentes. Vou colocar um exemplo para cada situação para ilustrar melhor :

"Senão" pode ser também "de outro modo, do contrário", indicando o inverso. Algo como : "mate o Locust agora, senão é ele quem vai te serrar" (do contrário, é ele quem vai te serrar).

"Senão" pode significar "mas sim, porém", como se diminuísse um tom. Veja : "não havia motivos para você decepá-lo, senão matá-lo" (mas sim matá-lo, porém matá-lo).

"Senão" exerce função de conjunção restritiva, assim como "apenas, somente". É bastante comum em trechos como "não se via nada senão tripas e cabeças degoladas" (não se via nada, apenas tripas e cabeças degoladas ou somente tripas e cabeças degoladas).

"Senão" pode indicar defeito ou falha. É raramente usado com esta finalidade. Ainda assim, não deixa de existir : "não houve um senão no jogo" (não houve nenhuma falha no jogo, não houve nenhum defeito no jogo).

Partindo para o "se não", é simples : é a conjunção condicional "se", que é igual a "caso", + o advérbio de negação "não" usados naturalmente. "Se não chover amanhã, vou colocar a TV no quintal e jogar Wii Fit" (caso não chova amanhã).

Tem tudo a ver, não é ? A ver. E não "haver". "Haver", oras, é o verbo. Não tem nada a ver usar "haver" erroneamente. "Vocês têm tudo a ver", é o que costumamos dizer educadamente a um casal bonito. E que está ortograficamente correto também. Se usarmos o verbo, aí é outra coisa, completamente diferente : "Vai haver confusão quando o outro clã virar o jogo" (vai ter confusão quando o outro clã virar o jogo). "Haver" exerce sentido de "ter, existir".

Dá pra colocar tudo numa sentença ? Tcho tentar : "Vai haver discordância entre esses dois, eles não têm nada a ver um com o outro. É melhor se separarem agora, senão vão brigar feio ! Se não sair o xbox 360, sai o play 3. Os dois no mesmo lugar não dá !"

Pensavam que era briga de casal, né ? Ué, videogames podem atuar em par, mas nem sempre no mesmo ambiente.

Microsoft e Sony é treta na certa.


Abrátzo

5 comentários:

Ed disse...

Nintendo tb é treta...hehe

JR disse...

Meu show de bola essas suas aulas de portuga...Eu não sou mto bom em português, tenho uma grande dificuldade com acentos e pontuações. É osso... Sei que vou aprender bastante entrando aqui, e espero "haver" aprendido algo mesmo, "se não" vou te serrar no gears of war 2... huahuahaua
Abraços JR

Jeff disse...

I ae Brunão 50 kilos ! Heehehahuauha véi q mto foda o senão...se não..na hora d enviar os e-mails pra "Fornac" eu sempre ficava na dúvida...valew cara..

Flws

@ N @ P@UL @ disse...

VC é muito Inteligente!!!!!!!Parabéns.........

Milena Brandão disse...

Muito bom!!! Didático, simpático, empático e proparoxítono!
Bruno, uma sugestão: faz um post sobre o uso de "Faz anos que...". Morro de aflição de ver TODO MUNDO falando "Fazem anos que...", quando tentam falar direitinho.

Beijo da prima,
Mi